3 sinais inconfundíveis que a bateria do seu carro dá quando já está nas últimas

3 sinais inconfundíveis que a bateria do seu carro dá quando já está nas últimas

Não tem coisa pior para um motorista que um carro parar completamente no meio de uma estrada movimentada! Além de atrapalhar a fluidez da condução, acabamos chegando atrasados no destino. Muito além disso, um carro com este tipo de problema também impacta nossa segurança. Afinal, se não temos tempo de encostar o carro, acidentes podem acontecer!

Muitas vezes, a principal causadora do defeito é uma bateria gasta. E só quem já enfrentou esse entrave, tendo que chamar o reboque e esperar pelos seguros, sabe o quanto a situação é desconfortável. Por isso, hoje vamos detalhar 3 dos principais sinais que a sua bateria está perto de “falhar”, e o que deve ser feito, ou não, quando isso acontece:

1. Partida pesada

Um sintoma claro de que a bateria está a enfraquecer é quando damos a partida e sentimos o carro “pesado”. Em outras palavras, quando parece que é preciso de muito mais energia para fazer o veículo sair do lugar. Durante esse processo, uma imensa quantidade de energia é produzida para que o motor do carro seja acionado. Logo, se a bateria não tem nível suficiente de carga, dificilmente terás aquele arranque mais fluido.

2. Cliques no motor

Tem ouvido um constante ‘clic clic clic’ no motor? Cuidado! Dentre inúmeras outras coisas, pode significar pode significar lubrificação deficiente, injeção desafinada desgaste irregular de peças móveis, entre outros ou que sua bateria está a acabar e precisa ser trocada urgentemente. E lembre-se: este não é um som tão comum e que pode ser facilmente confundido com qualquer outro. Portanto, ao notá-lo, agende já aquela manutenção completa para fazer um diagnóstico e se certificar de fato o que há de errado com a peça.

3. Baixo desempenho do carro

Por fim, ligou o rádio ou qualquer outro componente elétrico do automóvel e o sentiu ficar mais fraco? A redução no desempenho está intimamente ligada a problemas na bateria, que pode não estar a conseguir alimentar todos os sistemas que dependem da mesma. Neste caso, é preciso realizar não só o diagnóstico e a manutenção do veículo, como a troca da peça.